domingo, 17 de novembro de 2013

sinto cheiro de chuva e mato molhado
la longe o mormaço anuncia
quando coloco a cara na janela:
- chuva na terra. O caboco sembebeda!
essa tentativa inútil de simular em sí o olhar do outro
para afogar os outros com águas bentas.
as ondas do mar não se quebram
quando se jogam nas areias da praia
quem se quebra são as pedras
que se juntam na beira do mar...

Quebra, quebra estas ondas, meu bem!
tenta quebrar o que que quebra e o que se quebrou
estas alvas praias, são de pedras negras
que um dia o mar quebrou e depois lavou...

no mar não há nada que se quebre
pois tudo que há nele ja se quebrou
e este avança a alva praia
quer fazer do gente, areia:
como a pedra bruta que já se quebrou....